segunda-feira, 5 de abril de 2010


"À roda, à roda, quem não está, fica."

Era a frase que gritava quando brincar ao esconde-esconde ainda tinha cheiro de inocência e de Nestum comido ao pequeno-almoço. Hoje, tu andas de roda e nunca ficas e eu.. Bem, eu já te sei os esconderijos de cor e o jogo perdeu o encanto.

6 comentários:

Nuno, apenas Nuno. disse...

Ana... :) tu és qualquer coisa de especial .

Sylvia Araujo disse...

Escreves lindamente. Adorei teu blog.

Beijomeu

Qel disse...

adooorei a analogia. *

Maria Inês disse...

há magia aqui.

Joana Almeida disse...

Há pessoas q são como os girinos...

Diana disse...

Até para mim está a ser dificil encontrar o botão... ahahaha.