segunda-feira, 20 de outubro de 2008

No colo de Deus.


- Porque é que fazes isto a ti mesma?

- Porque me esqueço do que realmente importa. Tu. E a minha relação Contigo.

- Sei que sabes que tenho sempre os braços abertos para te receber, mas custa-Me ver-te assim... Saber que choras amargamente quando descobres algo que me parece tão evidente e que tento mostrar-te todos os dias.

- Eu sei. Às vezes é por medo, outras por simples preguiça, mas sempre que re-ordeno o meu caminho e choro, sinto-me pequenina com muita, muita vontade de crescer.

- É o único que te peço. Que compreendas a dimensão deste Amor maior e sintas um porto de abrigo em Mim. Sou o teu refúgio e quero-te bem, não Me afastes.

2 comentários:

Marina disse...

Quantas vezes não me sinto como nesse texto...

Obrigada pelas palavras!

Sem mais
Marina

pipinha disse...

sabes-me bem :)
obrigada