domingo, 6 de abril de 2008


Não preciso crescer, já me sinto como tal. Quando me pegas na mão e entrelaças os teus dedos nos meus. Quando passeamos ao sol e nos abraçamos porque sim, sem motivo aparente a não ser a vontade de estarmos próximos. Sinto-me como uma princesa quando olhas para mim de sorriso iluminado e me chamas "mimada", como só tu sabes. Quando nos deitamos e contamos estrelas no silêncio de dois corações que batem pelo mesmo. Sinto-me como uma princesa quando me mostras os teus lugares escondidos do mundo e aí te sentas comigo, conversando com a cabeça no meu ombro e um sorriso nos lábios. Sinto-me uma princesa desajeitada quando tentas ensinar-me a tocar viola e eu rio à gargalhada da falta de jeito que tenho. Quando me fazes rir com aquela gargalhada boa que faz tremer o corpo. Quando encostas o nariz no meu pescoço só para criares memórias ainda mais fortes do meu cheiro e da minha pele. Sinto-me como uma princesa quando estou contigo porque és princípe. És meu e fazes-me sentir no topo do mundo com um simples olhar. Um abraço. Um beijo. Palavras para quê? Nós sabemos e, mais do que sabermos, vivemos cada segundo do tempo que parece fugir-nos das mãos.

3 comentários:

Luis Oliveira disse...

Vamos ter princepezinhos e princezinhas e ter um castelo e ser felizes para sempre! (e se o castelo viesse incluido c jacuzzy adorava pah..)
Amo.te*

DuckyGirl disse...

ai pah =D

Tyler_____Durden disse...

lucky ones...keep up the good work!caso desanimem levem uma hammerada na tete!


I prometo that!