domingo, 12 de dezembro de 2010

Presunção e água benta.. (*)

Sei bem que sou difícil de engolir. Verdade seja dita, há muito, muito tempo que deixei de ser para agradar. Digo o que me apraz e muitas vezes sou mal interpretada. Se me ralo? Sinceramente? Não. Já me moeu mais e qualquer dia deixará mesmo de incomodar. Foi por isso que ontem dei a mão ao silêncio. Sempre fomos amigos (inconstantes, é verdade), mas nunca lhe perdi o perfil na multidão atulhada que encheu a minha vida. Aborrece-me quando as pessoas entram sem pedir licença, sabes? Pum, pum pum, vida adentro. Olá, bom-dia, como estás?, é da etiqueta e já não se usa. Caraças, este castelo é meu! E não há cá teorias de rei morto, rei posto, porque na minha fortaleza vive-se em democracia. Saltitei, pulei em poças e fui feliz, não nego. Agora preciso de pés enxutos e cabeça arejada, por muito invernosos que estejam os dias. E se o mundo insistir em gritar, que grite sozinho. Enrouqueci, vai para muito, muito tempo, e nem sei se algum dia me fiz ouvir. Onde realmente interessava sei que deixei vinco, daquele bonito que parece traçado a giz de alfaiate, de tão perfeito que caí nas calças do fraque. São esses que verdadeiramente importam portanto deixa-me rir. Deixa-me dizer idiotices descabidas e soltar o circo que há em mim com os que me são cá de dentro. O meu discurso torna-se parco a cada movimento de avanço teu e, se queres um conselho a troco de nada, não vás em excessos. Dei a mão ao silêncio, lembras-te? E, de agora em diante, só ele mora aqui.
(*).. cada um toma a que quiser.

4 comentários:

Margarida disse...

E se o mundo insistir em gritar, que grite sozinho.
(e eu não sei mais, ma gosto muito)

*flor* disse...

'Onde realmente interessava sei que deixei vinco, daquele bonito que parece traçado a giz de alfaiate, de tão perfeito que caí nas calças do fraque.'

E de facto são esses os Únicos que importam! :)

beijinho**

disse...

Ana, tu assustaste-me. xD não me digas que também defendes a teoria de que estudante de psicologia tem problemas. A sério: até é verdade que a maioria devia ir ao psicólogo e não estar a estudar para o ser. Mas há pessoas normais (A) xD beijinho.

Laura Ferreira disse...

Gostei.