quinta-feira, 22 de outubro de 2009

5 minutos ao dia.

Estavam 16 graus centígrados e o relógio marcava menos 30 minutos que o suposto. Decidi atracar o barco e deixar-me de marés vivas onde andei à deriva todo este tempo. Vou caminhar na areia fria e proporcionar o reencontro pois andamos de costas voltadas (por minha culpa, bem sei, shame on me) há demasiado tempo. Sinto-te a falta e preciso descansar no teu abraço enquanto te conto tudo aquilo que já sabes de cor, por teres estado precisamente aqui, todo este tempo.

4 comentários:

Nuno, apenas Nuno. disse...

Disse-me tanto :$

Joana Almeida disse...

Precisava de váááários 5 minutos ao dia...

- jezebel disse...

texto bonito :)

marta. disse...

adorei o blog :$
muito, vou seguir!