quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Pai...


" O meu pai é alto e tem olhos verdes ". Era assim que começava uma composição sobre o meu pai, no 2º ano. E hoje, passados mais de dez anos, é assim que começa este texto. Porque o meu pai continua a ser alto (apesar de sermos praticamente da mesma altura) e continua a ter olhos verdes. É do alto dos seus 53 anos que o meu pai olha o mundo, com os mesmos olhos verdes com que nasceu. Olhos cansados e com rugas, em que cada uma conta uma história diferente que só ele conhece. Olhos ambiciosos e cheios de planos, apesar do cansaço que a idade traz. Olhos empreendedores, a abarrotar de projectos. Olhos de amor. Sinceramente (com toda a modéstia que me é permitida), acho que sou um dos melhores projectos do meu pai. Eu e a minha irmã. Simplesmente porque somos projectos de amor. Projectos que já tiveram as suas falhas mas que estão em permanente construção. E sim, apesar da responsabilidade que a idade traz, continuo a ser "menina do papá" e bem mimada, por sinal! Porque não há colo no mundo que supere o do meu pai. Colo onde eu ainda caibo, apesar de já não ter idade (nem tamanho) para ele. Colo onde o mundo parece perfeito, onde me sinto protegida, onde nada me pode magoar, só porque estou debaixo da asa do "pai-galinha". Não há amor no mundo que se iguale ao do meu pai. Só porque é amor de pai. Amor que nasceu no momento da concepção e só cresceu desde então. Um amor diferente de todos os amores do mundo. Que o meu pai traz nas mãos e dá, sem olhar a peso nem medida. Trá-lo nas mãos envelhecidas pelo tempo, em que cada linha é uma barreira ultrapassada e uma etapa ganha. Perdão, não são mãos envelhecidas. São mãos vividas. Uma vida vivida sem medos e com muito de sonho à mistura.

E hoje, no dia em que o meu pai faz 53 anos, eu volto a ser criança. Porque todos estes anos enchem-me de boas recordações e deixam-me ser pequenina outra vez. Posso voltar a correr, cair, esfolar o joelho, sentar-me no colo do pai e sujar-me com as canetas de feltro, pular no sofá quando o Benfica marca golo, falar com o meu pai sobre a boneca que quero de presente ou falar sobre o Mundo. Porque o meu pai me ouve, mesmo quando a paciência é pouca, e me ama.

Parabéns Pai! =] *

3 comentários:

nice disse...

Parabéns a este PAI que também é meu e que tem realmente o maior colo do mundo porque cabemos lá as duas sempre e ao mesmo tempo!!

MS disse...

Antes demais parabéns ao teu pai. Depois, realmente só faltava mais esta coincidência em nós, eu fazer anos no mesmo dia que ele. Boa pessoa é ele de certeza..xD!!

Que dure muitos anos para te dar colo e amor.:)

beijinho**

Pin* disse...

Parabéns Sr. Rocha, pai de duas estrelinhas na minha life **