segunda-feira, 8 de março de 2010

Madalena - 8. Março. 2004

Ela é a minha sobrinha do coração, só porque não há sangue que nos ligue. Desde fraldas, a papas, a birras, já lhe aturei de tudo. E amo-a, mesmo. A ela e à mãe dela que um dia teve a ousadia de ser corajosa, contra todas as possibilidades.



Minha Nena, parabéns. Daqui a um ano já serás capaz de ler (mais ou menos) isto e eu, tia orgulhosa, vou ensinar-te como o mundo das letras é mágico.

2 comentários:

marta. disse...

^^ que bom esse sentimento!

disse...

... e o melhor de tudo, é vê-las crescer! :)