quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Não há soluções, há caminhos.

É um sentimento mascarado que muitas vezes se confunde com aquilo que foi e já não é. Hoje sei que, da mesma maneira que tenho os joelhos a descoberto, tenho os olhos vendados. Os olhos do coração calejado, o único que em mim vê verdadeiramente. Cansei-me de estar cansada., escreveu ela. Olhou em frente e fez um pedido. Como sempre sabia que as feridas iriam sarar pois ali era o local propício para pedir pensos rápidos para os joelhos da alma.

3 comentários:

Sara disse...

Gosto tanto de te conseguir ler! =) Beijo na testa*

Margarida disse...

e aqui é o lugar propicio mas me deixar ir de joelhos, com a tua alma.

cookiedarkside disse...
Este comentário foi removido pelo autor.