terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Midnight thoughts.


Adormecê-la num abraço. Ou ficar a olhá-la enquanto dorme, desenhando-lhe o rosto com a ponta dos dedos, numa sofreguidão de algo desconhecido que escolheram não baptizar. Querer sabê-la de cor, traçando-lhe a beleza muito para além das formas físicas e do dormir de gato aninhado que tem. Esperar que ela franzisse o nariz enquanto dormia e sorrir disso, no escuro do quarto. Olhá-la a despertar aos poucos, esfregando os olhos como uma menina pequena, pronta para sorrir mal acordasse para as maravilhas do mundo. E ficar assim, gostando de cada pedacinho dela, enquanto a sentia encaixar-se no peito nú, na curva perfeita do corpo dela. Senti-la pequenina, desejar protegê-la, mesmo quando ela se faz grande, no relato das batalhas de outras vidas passadas. Sorrir por dentro, da insegurança que lhe adivinhava, quando lhe explica o porquê do coração remendado aos poucos e da fragilidade inerente a todas essas maleitas. Tê-la, sabê-la, querê-la e ao mesmo tempo deixá-la livre, pois só assim lhe saberia apreciar a plenitude de ser, de alma e corpo à luz da aurora, por entre os buraquinhos da persiana mal fechada.

11 comentários:

guga disse...

Acreditas em coincidencias?

conheço alguem que ja esteve assim, que ja adormeceu assim.

E acredita que são momentos impagaveis.

Sabor Adocicado* disse...

que lindo texto .

* disse...

tu dormiste numa cadeira do msm quarto que eu esta noite??? :P

Marilena' disse...

Lindo *.*

Margarida disse...

que inocencia mais romantica, gostei imenso :)

Qel disse...

«(...) mesmo quando ela se faz grande, no relato das batalhas de outras vidas passadas. Sorrir por dentro, da insegurança que lhe adivinhava, quando lhe explica o porquê do coração remendado aos poucos e da fragilidade inerente a todas essas maleitas».

lê-se ternura em cada poro desta relíquia. *

marta. disse...

momentos desses, como diz a guga, nao se pagam :D
este teu blog enche-me a alma.

Anónimo disse...

"sabê-la de cor" frase muito repetida nos teus textos escreves com alma mas tenta diversificar.

Ana disse...

Caro Anónimo,
a repetição dessa frase tem um significado q talvez não consiga compreender mas q tem um motivo de ser. E se o q me vai na alma é precisamente isso, então desculpe mas irei repetir-me muitas mais vezes.

Obrigada pelo comentário. :)

Anónimo disse...

a intençaõ não foi magoar , pelo contrário apenas foi uma "critica" construtiva mas, com certeza tens uma intenção e, contínua porque um dia com certeza "adivinha-se" um livro ??!!!!
Bom Natal

Ana disse...

E eu interpretei como uma crítica construtiva mas pareceu-me q merecia uma explicação. :)
Não sei se tenho letras suficientes para escrever um livro mas.. Quem sabe?! :)

Bom Natal*