quinta-feira, 11 de junho de 2009


"(...) pois os cheiros têm a característica de reproduzir tempos passados juntamente com sons e cheiros nunca igualados no presente. Tita gostava de fazer uma grande inalação e viajar juntamente com o fumo e o cheiro tão peculiar que sentia até aos recônditos da sua memória."


Como água para chocolate - Laura Esquivel


Tive (tenho?) saudades do cheiro da tua casa. E dos lanches que insistias em fazer-me, mesmo sabendo a minha fome de passarinho.

2 comentários:

Nunziuh disse...

Fome de passarinho? x) Oh ana. Cheira-me aqui :')

AP disse...

Há uns tempos atrás tentei escrever um post acerca de como determinados cheiros me recordavam de determinadas pessoas, momentos ou lugares, mas detive-me nas palavras. Mas é verdade, a memória olfactiva é provavelmente o sentido mais instintivo que temos, e aquele que nos permite viajar para mais longe sem sequer sairmos do lugar.
Já leste/viste "O Perfume"? ;)