domingo, 9 de novembro de 2008

Mudanças.


Há alturas em que os toques de Deus são muito subtis. É preciso estar-se atento para reconhecer essa subtileza, nas mais pequenas brisas. Olhamos, esfregamos os olhos de incredulidade porque vemos coisas novas onde existia bolor e bafio, aprisionados pelo tempo. Porque foi Deus que passou ali e onde Deus passa, tudo muda. Muda da melhor maneira quem se deixa mudar. É importante isto... A disponibilidade para mudar. A cumplicidade e intimidade que é preciso ter para me deixar moldar, como pedaço de barro tosco. Se eu deixar, Deus pega em mim e torna-me numa obra-prima, limando arestas devagar, com a paciência de Mestre. Entrego-me nas mãos do oleiro e desfaço-me, parte por parte, quebrando velhos hábitos e esperando que das novas formas surjam coisas boas. Nada estagnado por quem me prende os pés à esquina de uma rua onde não quero permanecer. Eu quero caminhar. Crescer. Aprender. Viver. E tu?

2 comentários:

Joana Almeida disse...

Eu também! Caminhar, crescer, aprender, viver, mudar e melhorar. E porque São Paulo é nosso amigo e sugere que esse Caminho seja feito em Comunidade, podemos percorrê-lo juntas? =)

Marina disse...

Tambem quero!!! é tão bom sentir Deus nessas pequenas coisas né? Esse FDS pude experimentar isso...

Quando olho para tras vejo o quanto cresci só me resta uma grande sentimento de GRATIDÃO... Eu que não merecia nada disso e ele me proporcionou tantas coias...

Sem mais
Mari