domingo, 31 de agosto de 2008


Eu sei que trago o meu tesouro num vaso frágil de barro fino, porque "aceitei o desafio de acreditar que o barro pode ser portador de luz". Mas... Deixo-me moldar por Aquele que me ama?

5 comentários:

ERute disse...

De certo que te deixas moldar... ainda que uns dias mais que outros.
Eu também faço um esforço, fazemos o mesmo caminho.

Rita disse...

gosto tanto destas tuas perguntas certas e ao mesmo tempo tão pertinentes... são para mim, um caminho que um dia uma certa vela disse que me iria ajudar a percorrer...=)

Nice disse...

"aceitei o desafio de acreditar que o barro pode ser portador de luz"E quando se tem uma irmã com uma porta com frases deste gabarito...tem-se tudo!!A chave está em,cada vez que o barro quebra,ver nessa contrariedade,uma oportunidade de chegar mais perto do Oleiro.

Bruno disse...

As mão que te moldam, e que tu deixas que te moldem, são as mesmas que te colocam o grande tesouro que tens dentro de ti. =)*

Guga disse...

ia comentar mas esta td dito.
orgulho na pessoa que és todos os dias.
keep smiling,keep shinning.