terça-feira, 1 de julho de 2008


Os medos atrasam. Toldam, travam, impedem, magoam. Os medos não podem ser uma parte central do que somos pois deixaremos de o ser porque nunca fizeram parte de nós. E foram os medos que nos colocaram assim, de pés tropeços e incertos.
E sabes o que me aconchega? Saber que sou como dizes. Que chego e, por mais muralhas que tenhas erguido, sei derrubá-las. Sabes porquê? Porque nunca me esqueço do que fomos, do que somos. E não me importo que parte do meu gostar seja relembrar-to sempre e cada vez que volto para ti. Sei que dizemos tanto da boca para fora porque tentamos calar o coração magoado pela falta um do outro. Sei que o corpo chega a doer por falta do abraço. Sei que os lábios se contraem por falta do beijo. E sei que quero voltar para curar tudo isso. Sarar cada ferida com a doçura que dizes que tenho. Sentir-te aninhar no meu ombro e perceber como me desvendas com os olhos famintos de saudades. Deixar que me ames com a pressa de quem quer tudo e tanto de uma vez. E esperar que o copo passe de meio vazio para meio cheio e aguentemos mais uma ausência forçada.

4 comentários:

MS disse...

A minha distância, felizmente, não é maior que a tua. Mas seja como for, a ausência, estejamos mais perto ou mais longe, dói como talvez não doa qualquer outra coisa na vida. Por isso, é-me inevitável sentir o que escreves.
Eu acho que se morre por amor. Morrer é algo que acontece frequentemente, várias vezes na nossa vida. A outra fisica, é um pormenor inevitável. Não conta. E é também, nestas pequenas coisas que se morre um bocadinho, principalmente se for por amor. Mas acho que é bom sinal, só pode ser. Que se morra muitas vezes por ele, deixando-o no entanto sempre vivo. É a minha fé.

beijinho** e pensamento positivo que é o que se quer :)

( a forma como fico smp com vontade de falar com aquilo que leio teu, é realmente algo inexplicável:x xD)

cadernoamarelo disse...

Como diz o outro: "Que importa meio cheio ou meio vazio? Eu tenho é sede!"

Beijiinhos

Rita disse...

o que eu gosto de ler estas coisas... =)

pequenina disse...

Pensa que já faltou mais para esta fase passar... eu pelo menos penso assim!!