terça-feira, 8 de janeiro de 2008

"... mostrar-te quem sou e como gosto de ser, como gosto de ver as coisas. Gosto de te mostrar o meu Mundo e de te convidar a entrar nele, gosto de não conseguires reagir bem sobre pressão, de todas essas indecisões por que passas... "


Tempo, tempo, tempo... Dá-me tempo. Não quero pisar em falso, não quero errar, não quero ser aquilo que não mereces. Quero perceber-te, sem te cortar as asas. Quero perceber-me e deixar-me livre.

4 comentários:

Joana Almeida disse...

E esta é aquela parte em que a Joana canta como se não houvesse amanhã e a Ana e Dina não estivessem a olhar para mim assustadissimas...

O tempo, é dificil conjugar o tempo
Faz tempo que não penso muito em mim
Bom tempo, quando eu consigo estar aí
A tempo, quero eu lá chegar mas já não tenho tempo

TVURU
Queimando tempo
TVURU
Perdendo tempo
TVURU
Esticando tempo
TVURU
Eu já não tenho tempo, já não tenho tempo

O teu tempo vai passar
Aproveita tudo o que há em ti

Com tempo, irei fazer o que não fiz
Sem tempo, ninguém consegue ser feliz
Mau tempo, nuvens, chuva, molha, seca
A tempo, quer eu lá chegar mas já não tenho tempo

TVURU
Queimando tempo
TVURU
Perdendo tempo
TVURU
Esticando tempo
TVURU
Eu já não tenho tempo, já não tenho tempo

O-teu-tem-po vai passaaar
Aproveita tudo o que hááá em ti

(bonequinho a revirar os olhos ou outro a assobia...)

Bruno disse...

Tempo, tempo, tempo... Dá-me tempo.


N sei s sou um pco suspeito ao comentar, e talvez n o devesse fazer, mas senti-me na obrigação.
Passamos metade das nossas vidas a rejeitar o bom, a aceitar o mau. Aniquilamo-nos constantemente e c isso deitamos por terra muita coisa q poderia ter sido e n foi...
Porque?
Pelo tempo, pelo medo, pela incerteza...

E amanha? O q será do amanha s n o começarmos a construir hj?
O q acontecerá às nossas vidas s rejeitarmos sempre o q tão d bom nos têm para dar?

Arrependimento, tristeza, mágoa...
Talvez estes fossem bons motivos para aceitar o q de melhor nos dão, mas infelizmente n são.

Tem a coragem, tem a ousadia, tem a confiança necessária para dizer sim.

O combio da felicidade por vezes passa e nem sequer damos por ele.

Eu sei o q digo ;)

Beijo meu*

MalucaResponsavel disse...

"Quero perceber-te, sem te cortar as asas. Quero perceber-me e deixar-me livre." - posso roubar-te estas frases. tb queria o mesmo. tb quero. entretanto, Diz que até não é um mau blog, mas até pode ser... confirma. bj

pipa disse...

como te compreendo amiga... juntamo-nos e olha, fazemos um pandam!

quero cuidar-t

mil beijos