domingo, 23 de dezembro de 2007


A vida é feita de escolhas, sempre me disseram. E hoje sinto isso na pele. Eu escolhi ficar. Eu escolhi não ir e ocupar as férias com outras coisas. E hoje custa. Eu queria estar lá. Queria distribuir presentes, ver os sorrisos nas caras das crianças, ajudá-los a escolher o brinquedo mais bonito e perceber a felicidade na sofreguidão com que rasgavam o papel. Eu queria cantar músicas de Natal aos gritos, desafinadamente e rir que nem uma perdida, como sempre fizemos nesta altura. Eu queria usar as minhas antenas de rena! Queria ir com eles hoje, ouvir histórias daqueles que não conseguiram contornar as pedras no caminho e acabaram por cair num buraco sem fundo, de onde só sairam graças a uma mão amiga e solidária. Queria ouvir mais, aprender mais, crescer mais. Perceber o quão abençoada sou e também o quão injusta consigo ser por não agradecer todos os dias a vida maravilhosa que levo. Ver os sorrisos tímidos com o "miminho" de Natal que sempre lhes damos, e o obrigado sentido. Dar as mãos e rezar com eles, porque somos iguais. Ou melhor, não somos. Sou bem mais pequenina, bem mais medrosa, bem mais inexperiente. Queria enfeitar mais o coração para poder receber o Jesus Menino que habita em todos eles e em mim também, basta eu deixar.

3 comentários:

Luis Oliveira disse...

Es Grande!
Podes não ter estado este ano, mas para o próximo estarás! Beijo*

Sara disse...

Paixão podes não ter estado fisicamente...mas sei que estiveste conosco! Aliás, a distância tem-nos separado bastante fisicamente, mas sei que de alma e coração temos estado sempre unidas! Gosto muito de ti!

m&m disse...

Estiveste presente. Bem me lembrei.. Bejo