sexta-feira, 27 de abril de 2007



Como é que se escreve sobre amor quando o coração não nos pára no peito? Posso chamar "amor" a isto que temos? Às borboletas constantes no estômago, quando estamos juntos? Aos arrepios que não têm começo nem fim? À sede de ti e de mais?
Não se se posso, mas nunca precisei de categorias para ser feliz e tu... Tu fazes-me feliz! Sem aviso, chegaste e levaste-me o coração do lado triste para o lado feliz da alma. Achei que vinhas de mãos vazias, quando a vazia era eu.
Deste-me a mão, fomos por um caminho que não conhecia e aprendi que viver rápido é tudo menos mau. Chegaste com o cheiro a chuva e deixaste-te ficar, no aroma doce a Primavera. Não trago os pés no chão e nada disso me preocupa porque és especial. E gosto de ser especial contigo.

11 comentários:

MS disse...

Este texto diz-me muito. Por uma ou outra razão.

Acho que quanto mais tentamos escrever sobre amor, menos escrevemos sobre ele. O amor está implicito em muito do que escrevo e isso não acontece de forma forçada. Apenas sai.

Devemos guardar quem nos faz sentir especial e tudo o resto é nada. :)


beijinho**

NiNi disse...

My love eu acho que não se escreve...sente-se! E sente-se com o coração todo, com o corpo, com a alma. Sente-se só! Porque o amor é assim impossível de explicar!

Não escrevas...e voa...voa com as borboletas! ;)

W_esc disse...

O amor pode se tudo, menos impossivel de explciar! É muito fácil mesmo! Enfim... desabafos...

Axo que sim...

bjs

PS: Tinha de dizer isto... há ali uma parte que dizes "Não se se posso"... isto é alentejano ne? :D Nã Sê! :D

bjs

borrowing me disse...

que doce...
pois parece ter sido escrito para mim, apenas eu não posso estar presente de quem amo para lhe poder dizer o mesmo...
bjs

Tyler_____Durden disse...

Que é isso do amor?ja me tas a fazer urticária...

Tyler_____Durden disse...

as mulheres gostam é de porrada e de guisados.

Catarina disse...

Adorei =)*

pekenina disse...

Já ando há uns dias para comentar isto, mas identifico-me tanto com o que escreveste que tenho medo de dizer alguma coisa repetida. E eu odeio repetições!!!

Resta-me só dizer que... tu tás lá...És grande pah... =)

bjnhs *

Nuno disse...

Ai o amor. É, no fundo, o que nos move, o que nos motiva pra vivermos cada dia com mais e mais entusiasmo.
O amor sob todas as suas formas, faz de nós seres maravilhosos. É-me tão difícil de entender as pessoas que não mostram uma pontinha de amor, de compaixão, de empatia. A verdade é que existem seres desprezíveis que só vivem para fazer sofrer e contrariar os que acreditam no amor e na bondade inata do Homem.

Eu acredito.

;)

Beijinho***

silvia lopes disse...

"Chegaste com o cheiro a chuva e deixaste-te ficar, no aroma doce a Primavera." adorei esta frase!
O texto ta mto lindo :D

beijinho***

*Lena disse...

Como entendo aquilo que escreves...

1beijo