quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Corpo e alma.


" E ela encontrava-se nos olhos dele ao mesmo tempo que se perdia. Sentia-se a entrar num mar, molhando pouco a pouco os pés e deixando-se encharcar por dentro. Era isso, ele encharcava-lhe a alma. Ás vezes ele dizia que o amor não era assim tão fácil. Ela sussurava-lhe, naquelas palavras que só ele ouvia, que não era bem assim. Deixava-se levar, rodopiava naqueles beijos, entregava-se nos abraços. Tinha medos que ele levava e tinha seguranças que ele trazia. Aqueles olhos que mesmo quando não diziam nada, diziam tudo. Aqueles olhos que continham o mundo todo e ainda tinham sede de descoberta. Aqueles olhos que amavam cada detalhe nela e que a faziam amar cada detalhe nele. "


@ 27/10/2006




Encontrei este texto. Reli-o agora, mais de um mês depois de o ter escrito e descobri que o sentimento é o mesmo. Enfim...


Deixo-vos um beijinho e o desejo de um bom feriado e um bom fim-de-semana. Eu vou p'ra terrinha! =)


*

4 comentários:

Pin disse...

bom... deste lado suspira-se!
um beijinho*

MS disse...

Bonito..muito bonito!! Ainda bem o que o foste ler outra vez, as coisas que se descobrem.!!Gostei muito.


beijokas****

ze-heder disse...

gostei muito!! muito bonito =D
um beijinho grande*

Martinhaa disse...

:)

lindo meu amor
beijinho enorme (L'